sábado, 14 de novembro de 2015

Desabafo | Que te fizeram Mundo?

Eu juro que não era este o post que tinha planeado para hoje... No entanto, a dura realidade impede-me hoje, de me refugiar num mundo cor de rosa de cosméticos, roupas, botinhas e maquilhagem. 

A realidade impede-me de fingir que está tudo bem! Sim, no "meu mundinho" está tudo bem pois estou viva neste pacato cantinho em que vivo (pelo menos por enquanto) e tive a feliz sorte de me poder levantar da cama (como habitualmente). O mesmo, infelizmente não aconteceu àqueles a quem lhes foi roubada a vida ontem, de uma forma hedionda! 
Eu pude dar os bons dias aos meus pais, pude resmungar de manhã, pude rir...O mesmo, jamais acontecerá aos que pereceram às mãos daqueles monstros extremistas. Os familiares e amigos nunca mais ouvirão deles as resmunguices, os risos ou os bons dias.

Saliento ainda, que não é só o que aconteceu em França que me anda a dar a volta ao estômago. Aliás, os monstros extremistas matam inocentes, sem dó nem piedade, um pouco por todo o mundo. Só que desses inocentes, pouca gente fala. Porquê? Será talvez a pergunta de muitos. A resposta é das mais tristes que pode haver: para muitas pessoas, aqueles inocentes são "aqueles que vivem naqueles países em que é tudo terrorista, logo mais um ou menos um que morra, olha paciência!". Sim, eu gostava que isto fosse uma piada de mau gosto. Infelizmente, é a diarreia verbal que sai da boca de muita gente. Gente essa que vai para as redes sociais defender estas teorias, se é que se pode chamar teoria a uma "pérola" destas (para não dizer um nome feio). Sinceramente, este tipo de comportamentos faz-me perder a esperança no ser humano :( 

Uma vida é sempre uma vida! Seja em Portugal ou noutro qualquer país. Um inocente não tem que ser vítima de um louco, e de viver com um medo constante!

2 comentários:

  1. Sinceramente ainda não consigo falar muito deste assunto, fiquei em cjoque com o que aconteceu de um momento para o outro. So espero que esta agitação não venha ca parar...

    ResponderEliminar