segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Eternamente Labello

Hoje dei por mim a pensar, pela milionésima vez, em como a minha vida muito mudou nos últimos anos! E o engraçado (ou não) é que me apercebi que me andei a comportar como um produto da Labello.
Não, não endoidei de vez! A verdade é que tal como um bálsamo da Labello que começa a derreter com o excesso de calor,também eu "derreti" perante umas quantas adversidades. 
Desmoronei por completo e, o meu frágil castelo de cartas que me protegia foi-se. Dele nada restou! Fiquei completamente desprotegida e despida de positivismo! Talvez o facto daqueles que menos esperava que me decepcionassem, terem-no feito levou a este culminar. Talvez este desmoronar apenas se tenha devido a uma fragilidade crescente...Ou ainda, talvez o facto de ser "tola" e ter deixado cair a minha armadura me tenha colocado nesta posição.
Contudo, e como a marca Labello (que já é bem velhota) estou aqui para resistir às adversidades e, se para tal for preciso voltar a funcionar apenas em modo racional para quem não merece outra faceta assim será! Serei a cabra egoísta (?) que há anos deveria ter sido, se for isso o necessário para vencer aqueles e aquelas que julgam que podem espezinhar tudo e todos e sair ilesos. E acima de tudo: serei eu mesma, quer me chamem fútil (por ter este blog e por ser apaixonada por assuntos de beleza) ou fria (por não ter sempre o sorriso na cara, quando apetece aos outros).
Na realidade, e apesar de a minha auto-estima neste momento ser a de uma esfregona, sei que vou conseguir superar mais esta fase negra. 

Afinal de contas serei eternamente um Labello: derreto-me com as adversidades, reinvento-me com o passar dos anos,consigo conviver com aqueles que me querem no chão e acima de tudo, mantenho-me genuína. 

P.S: não me esqueci do post sobre os livros que vocês escolheram ;)

Sem comentários:

Enviar um comentário